Homenagem a João Pernambuco
no 60° aniversário de falecimento
por Angelo Zaniol
CATÁLOGO PORMENORIZADO
DAS OBRAS VIOLONÍSTICAS SOBREVIVENTES
de JOÃO PERNAMBUCO


OBSERVAÇÃO:
Esta lista, fruto de longas e incansáveis pesquisas, não tem nenhuma pretensão de estar em tudo e por tudo exata e completa. Seguramente os especialistas descobrirão nela imprecisões – espero leves – e aliás várias peças são por necessidade catalogadas de uma maneira incompleta, pela dificuldade insuperável encontrada em obter dos depositários os dados, mesmo importantes, que ainda faltam. Enfim é bem possível que no futuro sejam recuperadas as composições de João Pernambuco que atualmente temos que considerar como perdidas e mesmo outras até hoje completamente desconhecidas: nisto fica o desejo de todos os apaixonados pela música deste grande compositor popular pernambucano. Agradeço desde já todos os que, de qualquer maneira, desejarem comunicar-me com informações úteis ou materiais para melhorar ou completar esse trabalho.

* * *

N. B. – Na lista são apontadas em ordem:
1) as fontes e as gravações antigas; 2) as edições e as gravações modernas.

Brasileirinho, Choro
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (fim dos anos 20 ou anos 30). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0210, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Gravado por Nicanor Teixeira (1977), Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983), Caio Cezar [Sitônio] (1993), Leandro Carvalho (2000) e Baden Powell (2000).

Brejeiro, Choro
Manuscrito (paradeiro atual desconhecido). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0275, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Gravado por Caio Cezar [Sitônio] (1993).
Brejeiro parece ser a mesma música, com outro título, que o choro Saudosa viola (ver mais abaixo).

Caminho do Sertão , Choro
Música chegada ao nosso conhecimento através do violonista Meira (Jayme Tomás Florence, 1909-1982), que a ensinou ao seu aluno Mauricio Carrilho. Este último incluiu-a na coleção de 9 CDs Choro Carioca - Música do Brasil (Acari Records, setembro de 2006), CD Nordeste - Rio 2, faixa 11. Intérpretes: Paulo Aragão, violão solo; Mauricio Carrilho, violão de 7 cordas. Arranjo dos intérpretes.
Obra inédita, direitos reservados. Ver http://www.acari.com.br/SiteOutdoor.asp?COD_CD=43.

Cecy, Valsa
Publicada pelas editoras Bevilacqua (fim dos anos 20) e A Guitarra de Prata (anos 30). Nenhuma gravação histórica.
Publicada pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Henrique Pinto. Gravada por Caio Cezar [Sitônio] (1993).

Choro em Ré Menor
Ver mais abaixo Saudosa Viola.

Choro em Sol
Ver mais abaixo Harmônicos.

Choro N.o 1, Choro
Fonte antiga desconhecida (manuscrito?). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0276, 1978), com a revisão de Turíbio Santos. Gravado por Caio Cezar [Sitônio] (1993) e Leandro Carvalho (2000).

Choro N.o 2, Choro
Fonte antiga desconhecida (manuscrito?). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0277, 1978), com a revisão de Turíbio Santos. Gravado por Caio Cezar [Sitônio] (1993).

Dengoso, Choro
Nenhuma edição antiga. Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5178 Matr. 380577).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0212, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Numerosas gravações modernas, entre as quais destacam-se as de Nicanor Teixeira (1977), Turíbio Santos com o Conjunto Choros do Brasil (1977), Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983), Caio Cezar [Sitônio] (1993), Leandro Carvalho (1997) e Baden Powell (2000).

Estou Voltando, Choro composto em parceria com Donga e Pixinguinha.
Partitura manuscrita do arranjo original no arquivo de Lygia Santos. Gravado em 1932 pelo Grupo da Guarda Velha (Disco VICTOR 33562-B Matr. 65379).
Partitura publicada no site http://www.samba-choro.com.br/partituras. Gravado pelo Conjunto Galo Preto (1978).

Estudo N.o 1
Publicado pelas editoras Bevilacqua (fim dos anos 20) e A Guitarra de Prata (anos 30). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (0278, 1978), com a revisão de Turíbio Santos. Gravado por Leandro Carvalho (2000) e Baden Powell (2000).

Estudo N.o 2
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Até hoje nenhuma cópia dessa partitura foi encontrada e portanto a peça deve-se considerar por agora perdida.
 
Graúna, Choro
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1923 pelo Conjunto Os Oito Batutas (Disco VICTOR 72828-A).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0211, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Numerosas gravações modernas, entre as quais destacam-se as de Jacob do Bandolim (RCA Victor 80.0702, 1950), Turíbio Santos (1977), Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983), Turíbio Santos (1990), Raphael Rabello e Dino 7 Cordas (1991), Caio Cezar [Sitônio] (1993), Leandro Carvalho (1997) e Baden Powell (2000).
 
Gritos d’Alma, Tango
Manuscrito (paradeiro atual desconhecido). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Jodacil Damaceno. Nenhuma gravação moderna conhecida.

Harmônicos [Choro em Sol]
Conservado em um manuscrito (paradeiro atual desconhecido) recolhido por Raul Barbosa e escrito para violão solo por Edmar Fenício e Nelson Cruz. Nenhuma gravação histórica.
Gravado pelo Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983).

Interrogando, Jongo
Publicado pelas editoras Bevilacqua (fim dos anos 20) e A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5177 Matr. 380588).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0209, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Numerosas gravações modernas, entre as quais destacam-se as de Dilermando Reis (1953), Turíbio Santos com o Conjunto Choros do Brasil (1977), Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983), Marcelo Kayath (1987), Turíbio Santos (1990), Raphael Rabello e Dino Sete Cordas (1991), Caio Cezar [Sitônio] (1993), Raphael Rabello (1994) e Leandro Carvalho (1997).

Lágrima[s], Tango
Publicado pela editora Bevilacqua (fim dos anos 20). Gravado em 1926 por João Pernambuco e Rogério Guimarães (Disco ODEON 123071, lado único).
Publicado pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Henrique Pinto. Gravado por Leandro Carvalho (2000).

Lamento[s]
Manuscrito (paradeiro atual desconhecido). Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000).

Magoado, Choro
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1926 por João Pernambuco e Nelson Alves (Disco ODEON 123164); regravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5175 Matr. 380598).
Publicado pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Roberto Paiva T. de Freitas. Nenhuma gravação moderna conhecida.

Meu Sonho, Valsa
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Até hoje nenhuma cópia dessa partitura foi encontrada e portanto a peça deve-se considerar por agora perdida.

Mimoso, Choro
Nenhuma edição antiga. Gravado em 1926 por João Pernambuco e Rogério Guimarães (Disco ODEON 123070, lado único). Este choro é muito semelhante ao choro Recordando (ver mais abaixo).
Publicado pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Gravado pelo Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983).

Noite de Ventura, Valsa
Manuscrito encontrado nos arquivos do pesquisador Mozart de Araújo, agora alojados no Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro. Nenhuma gravação histórica.
Gravada por Leandro Carvalho (2000).

Noturno
Ver mais abaixo Pra Você.

Os Três Companheiros, Choro composto em parceria com Donga e Pixinguinha.
Manuscrito encontrado nos arquivos de Jacob Bittencourt. Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000).

Pensando em Augustinha, Valsa
Nenhuma edição antiga. Gravada em 1912 por João Pernambuco (Disco PHOENIX); gravação raríssima conservada nos arquivos do pesquisador Ary Vasconcelos.
Gravada por Leandro Carvalho (2000).

Pinheirada, Choro composto em parceria com Armandinho Neves
Manuscrito no arquivo de Ronoel Simões. Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000).

Pó de Mico, Choro
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5174 Matr. 380596).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0208, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Gravado por Turíbio Santos (1977), Leandro Carvalho (1997) e Baden Powell (2000).

Pra Você [Noturno]
Manuscrito encontrado nos arquivos de Jacob Bittencourt. Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000). O título Pra Você encontra-se no manuscrito, enquanto o título Noturno foi escolhido por Leandro Carvalho em consideração ao caráter da música.

Reboliço, Choro
Publicado pelas editoras Bevilacqua (fim dos anos 20) e A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5176 Matr. 380600).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0213, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, edição republicada pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Gravado por Turíbio Santos com o Conjunto Choros do Brasil (1979) e por Leandro Carvalho (1997).

Recordando, Choro
Nenhuma edição antiga. Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5177 Matr. 380601).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0378, 1978), com a revisão de Roberto Paiva T. de Freitas. Gravado por Leandro Carvalho (2000). Este choro é muito semelhante ao choro Mimoso (ver atrás).

Recordando Minha Terra, Valsa
Manuscrito (paradeiro atual desconhecido). Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Jodacil Damaceno. Nenhuma gravação moderna conhecida.

Rosa Carioca, Fox Trote
Nenhuma edição antiga. Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5176 Matr. 380599).
Publicado pela Ricordi Brasileira (n.o 0312, 1978), com a revisão de Roberto Paiva T. de Freitas. Gravado pelo Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983) e por Leandro Carvalho (2000).

Sabiá, Choro composto em parceria com Donga e Pixinguinha
Partitura original manuscrita por Pixinguinha e datada 1913 (Arquivos de Jacob Bittencourt). Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000).
  
Saudosa Viola [Choro em Ré Menor]
Manuscrito no arquivo do Prof. Jodacil Damaceno. Nenhuma gravação histórica.
Publicado pela Ricordi Brasileira (0606, 1978), com a revisão de Jodacil Damaceno. Gravado por René Bartoli (Disco RCA LSB 4032) e por Leandro Carvalho (2000).

Sempre-viva, Valsa
Manuscrito (paradeiro atual desconhecido). Até hoje não foi possível encontrar o dito manuscrito em nenhum lugar. Porém esta valsa foi tocada em 1957 por Milton Garcia na ocasião da homenagem póstuma tributada a Pernambuco pela Associação Brasileira do Violão.

Sentindo, Tango
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5178 Matr. 380576).
Publicado pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Henrique Pinto. Gravado pelo Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983) e por Caio Cezar [Sitônio] (1993).

Serrano, Choro composto em parceria com Armandinho Neves
Manuscrito no arquivo de Ronoel Simões. Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000).
 
Sonhando na Rede, Choro
Manuscrito (paradeiro atual desconhecido). Nenhuma gravação histórica.
Gravado por Leandro Carvalho (2000).

Sonho de Magia, Valsa
Publicada pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Gravada em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5175 Matr. 380589).
Publicada pela Ricordi Brasileira (1978), com a revisão de Turíbio Santos. Numerosas gravações modernas, entre as quais destacam-se as de Marcelo Kayath (1987), Raphael Rabello e Dino 7 Cordas (1991), Turíbio Santos com o Conjunto Choros do Brasil (1979), Caio Cezar [Sitônio] (1993), Leandro Carvalho (1997) e Baden Powell (2000).

Sons de Carrilhões, Maxixe-Choro
Publicado pela editora A Guitarra de Prata (anos 30). Gravado em 1926 por João Pernambuco e Nelson Alves (Disco ODEON 123165).
Publicado pela Ricordi Brasileira (0206, 1978), com a revisão de Turíbio Santos, e, em outra versão bastante diversa, com a revisão de Dilermando Reis (1978); ambas essas edições foram republicadas pela Chanterelle (ECH 761, 1992). Numerosíssimas gravações modernas, entre as quais destacam-se as de Dilermando Reis (1952), Nicanor Teixeira (1977), Turíbio Santos (1977), Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983), Marcelo Kayath (1987), Turíbio Santos (1990), Carlos Barbosa-Lima e Sharon Isbin (1990), Raphael Rabello e Dino 7 Cordas (1991), Caio Cezar [Sitônio] (1993), Raphael Rabello (1994), Leandro Carvalho (1997) e Baden Powell (2000).

Suspiro Apaixonado, Valsa
Nenhuma edição antiga. Gravada em 1929 por João Pernambuco e Zezinho (Disco COLUMBIA 5174 Matr. 380597).
Publicada pela Ricordi Brasileira (n.o 0379, 1978), com a revisão de Roberto Paiva T. de Freitas. Nenhuma gravação moderna conhecida.

Valsa em Lá, Valsa
Conservada em um manuscrito (paradeiro atual desconhecido) recolhido por Raul Barbosa e escrito para violão solo por Edmar Fenício e Nelson Cruz. Nenhuma gravação histórica.
Gravada pelo Conjunto Nó em Pingo d’Água (1983), Leandro Carvalho (2000) e Baden Powell (2000).

__________________________

No site http://gallarda.narod.ru/ie_n.htm acha-se a partitura de um choro intitulado Recordando Nazareth e atribuido a João Pernambuco. Essa atribuição é provavelmente devida a um equívoco.


 
Menu Obras Violonísticas